Taxa de rejeição alta não é um problema necessariamenteQuantas dúvidas surgem no momento de avaliar o desempenho de um site. Algumas ferramentas, como o Google Analytics, nos auxiliam a entender o que está acontecendo em um site por meio de métricas, que muitas vezes são mal interpretadas pelos administradores da página. É o caso da taxa de rejeição alta.

Uma das métricas que mais geram dúvidas é a temida taxa de rejeição – se ela está alta, é sinal que o site não está performando bem. Calma, não é bem sim!

Primeiramente, o nome taxa de rejeição é uma tradução imprecisa do termo original bounce rate. Naturalmente, o nome assusta as pessoas e tende a criar um certo alarde, fazendo com que a grande prioridade passe a ser, a qualquer custo, a diminuição da taxa de rejeição.

Taxa de rejeição alta é métrica secundária

Por isso, é importante entender tecnicamente o que é uma rejeição. Evitando entrar em muitos detalhes técnicos, ela ocorre quando um usuário chega até o seu site, visualiza uma página e abandona o site sem visualizar nenhuma outra página.

Isso pode parecer assustador, mas garanto que em vários casos não é o fim do mundo! Por exemplo, se você tem um blog, escreve um post e divulga nas redes sociais, o comportamento normal de quem clicar no link será ler o post e depois abandonar o site.

Isso não significa que o usuário rejeitou sua página. É apenas um comportamento “padrão” dos usuários.

Aliás, é bem possível que a pessoa que teve esse comportamento tenha inclusive gostado bastante do conteúdo e até mesmo compartilhado em suas redes sociais.

Ressalto que também não se pode confundir taxa de rejeição com taxa de saída do site. Apesar de parecer a mesma coisa, as duas têm significados totalmente diferentes.

A rejeição mostra quando uma pessoa acessa apenas uma única página e sai do site; a saída mapeia o comportamento do usuário e aponta quantas pessoas estão abandonando o site a partir de determinada e última página visitada. Confesso que é mesmo difícil de entender!

Taxa de conversão é importante

O importante é se preocupar com as verdadeiras métricas de negócios, como a taxa de conversão. É neste tipo de métrica que realmente devemos nos concentrar, porque mostra onde e como o site está gerando dinheiro.

Métricas secundárias como taxa de rejeição ou tempo médio no site muitas vezes têm mais a ver com vaidade do que com resultados efetivos de negócio. [Web]

http://webinsider.com.br/2016/11/13/qual-o-tamanho-ideal-de-uma-pagina/embed/#?secret=nRoC21vXD6

http://webinsider.com.br/2017/03/22/kpis-de-redes-sociais-em-3-passos/embed/#?secret=W1rto8Mw3r

http://webinsider.com.br/2017/02/22/metricas-de-e-commerce-mostram-o-caminho-da-conversao/embed/#?secret=HtOsNnoQVZ

http://webinsider.com.br/2017/01/03/como-atrair-visitas-para-uma-loja-virtual/embed/#?secret=AvQpv6wiBv

The post Taxa de rejeição alta nem sempre é problema, conversão baixa sim appeared first on Web.

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)39088448
WhatsApp:(41)99547-3615