Para montar um bom marketplace é preciso estar pronto para cuidar do tracking dos pedidos no pós-venda, garantir a fluidez do fluxo de caixa com os meios de pagamento, fazer a gestão do catálogo e o relacionamento das ofertas, além deter uma plataforma que sustente de forma satisfatória todos os elos da cadeia e sem custos extras. Essas são as dicas básicas compartilhadas por Gabriel Villa, Head de e-commerce da Vtex. “Tem muita loja querendo virar marketplace. porém nenhum marketplace começa dando lucro no início. O marketplace muda o foco do lojista de vender para entregar”, disse Gabriel durante o Congresso E-Commerce Brasil de Vendas 2017.

Buscar uma plataforma com integrações nativas e aumentar a capacidade de resolver os problemas do cliente para ganhar visibilidade no Buy Box são algumas dicas para quem opta por vender via marketplaces. Para quem quer montar um, Gabriel recomenda começar respondendo à pergunta: “Por que o cliente vai comprar com você e não diretamente com o lojista ou com outro marketplace?”. Veja outras oito razões para montar um marketplace:

  1. Se você tem muitos clientes. Mesmo que a sua conversão não seja um espetáculo, você acaba ganhando em volume de vendas e por ter um modelo com alto tráfego. Um exemplo é o próprio ShopFácil;
  2. Você conhece muito bem os seus clientes. Com os dados você consegue fazer com que ele “renda” mais, e alcança um incremento de conversão pela oferta do produto certo na hora certa;
  3. Você consegue o melhor negócio. 
  4. Você tem uma experiência de compra muito melhor, seja pelo checkout, seja buscador, canal de acesso mais próximo do cliente. Ex: Chatbot;
  5.  Sua marca passa mais solidez e segurança para o cliente
  6. Uso de pontos de fidelidade, benefícios exclusivos para o seu canal, como é o caso da Multiplus;
  7. Se você é um varejista e quer entrar no marketplace. e está procurando indústrias e outros varejistas não são competidores diretos como a Saraiva;
  8. Varejistas que oferecem produtos em marketplace para reduzir necessidade de ter estoque;

“Não tenha 100% das suas operações em marketplace. o primeiro real gasto em mídia programática é altíssimo e sempre justifica você começar”, apontou Gabriel. Para ele é preciso ter na cabeça o objetivo de traduzir o CPC em CPA, fazer a conta de quanto você está gastando da margem e tente otimizá-la para chegar no seu target. “Já no caso dos afiliados que já acontece por CPA, você para de se preocupar com ações de marketing de retorno baixo e tem mais garantia de investimento, porém é preciso prestar atenção, pois a maioria não avisa de onde está vindo o lead”, finalizou.

Confira a cobertura completa: https://www.ecommercebrasil.com.br/secoes-noticias/congresso-e-commerce-brasil-vendas-2017/

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)3908-8448
WhatsApp:(41)99547-3615