Foto: Divulgação/DPPR

Um balanço do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) mostra que quase 95% dos presos que cumprem pena em regime semiaberto retornaram ao sistema prisional após a liberação para as festividades de fim de ano. Eles cumpriram os prazos determinados previamente para a reapresentação.

Segundo o levantamento, divulgado na quinta-feira, 67 dos 1.540 apenados neste tipo de regime não retornaram às unidades prisionais. Isto representa um índice de evasão de 4,35%. O diretor-adjunto do Depen, Cezinando Vieira Paredes, explica que a proporção foi menor daquela registrada no mesmo período do ano passado.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2018/01/SONORA-EVASÃO-SEMIABERTO-01-JC.mp3

Os presos que não se apresentaram nas unidades penais depois das festividades de fim de ano são considerados foragidos, de acordo com Cezinando Paredes.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2018/01/SONORA-EVASÃO-SEMIABERTO-02-JC.mp3

As razões para os presos não retornarem ao sistema prisional são bastante variadas. Elas passam por motivos de saúde, por exemplo. Mesmo assim, devem ser justificadas. O diretor-adjunto do Depen explica que podem ocorrer punições pela demora na reapresentação.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2018/01/SONORA-EVASÃO-SEMIABERTO-03-JC.mp3

Apesar da evasão registrada, Cezinando Paredes considera a saída temporária como uma medida eficaz para aqueles que estão no regime semiaberto.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2018/01/SONORA-EVASÃO-SEMIABERTO-04-JC.mp3

O Depen ainda esclarece que o benefício da saída temporária também visa a atribuição de mecanismos de recompensas e de aferição do senso de responsabilidade e disciplina de quem cumpre a pena no regime semiaberto.

Repórter Joyce Carvalho

Click here to view full post