Foto: PRF

Os policiais rodoviários federais aproveitaram o movimento de embarque para o feriado e orientaram passageiros de ônibus sobre a necessidade de usar o cinto de segurança. A ação ocorreu no setor estadual da rodoferroviária de Curitiba.

O cinto de segurança é item obrigatório em viagens de ônibus, mas muita gente prefere viajar sem. Uns dizem que incomoda, outros acreditam que não serve para nada. Pelo contrário. Em caso de acidente, o cinto evita que o passageiro seja arremessado contra partes internas do ônibus, contra outros passageiros ou mesmo para fora do veículo, como explica a policial rodoviária federal Mariseli Linkes Schinemann.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-ABORDAGENS-PRF-01-LP.mp3

Desde 2005, uma resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) obriga que, antes de cada viagem, os motoristas de linhas interestaduais e internacionais informem os passageiros sobre a obrigatoriedade do uso do cinto. O passageiro José Rodrigues diz que, ao entrar no ônibus, a primeira coisa que faz é colocar o cinto.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-ABORDAGENS-PRF-02-LP.mp3

Os estudantes Mariana Serafim Ceccon e Lucas Pires também não esquecem do cinto.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-ABORDAGENS-PRF-03-LP.mp3

Das 14h30 às 16h30 a ação da PRF se concentra na Unidade Operacional da PRF, que fica na BR-277, km 59, logo após a praça de pedágio, em São José dos Pinhais. Por lá a orientação vai ser para os pais, sobre a importância do uso da cadeirinha.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-ABORDAGENS-PRF-04-LP.mp3

Desde janeiro, a PRF flagrou 2.025 pais ou responsáveis transportando crianças sem cadeirinha no Paraná. Em 2016, haviam sido emitidas 1.301 autuações desse tipo.

Classificada como gravíssima pelo Código de Trânsito, a infração custa R$ 293. São sete pontos na carteira de habilitação. E o veículo é retido até a regularizaçã…

Click here to view full post