Foto: Polícia Civil

Foi preso na segunda-feira (26), um homem considerado perigoso e com ficha criminal extensa. A prisão foi realizada pelo Centro de Operações Policiais Especiais (COPE).

De acordo com o Delegado Rodrigo Brown, o homem, de 42 anos, conhecido como “Coelho”, é suspeito de ser um dos principais articuladores dos assaltos a bancos e carros-fortes registrados neste ano.

Desde 2007, Coelho já foi preso quatro vezes, uma das últimas pelo Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) da Polícia Civil, pelo sequestro do gerente de um banco, em Matinhos. Ele estava foragido desde janeiro de 2017, quando fugiu da Penitenciária Estadual de Piraquara.

Além de possuir dois mandados de prisão em aberto, o suspeito responde por mais de 30 processos por tráfico de drogas, associação para o tráfico, homicídio, roubo, organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e uso de documentos falsos, e suas condenações chegam a 34 anos de prisão.

Além de integrar a quadrilha de roubos a bancos e carros-fortes, Coelho também atuava no tráfico de drogas, em Curitiba, e teria envolvimento no assassinato de dois homens e uma mulher na Vila Bracatinga, no bairro Pilarzinho, devido a uma disputa por pontos de vendas de entorpecentes.

Ao longo de todo o trabalho de investigação do Cope, que durou alguns meses, os policiais apreenderam forte armamento. Pelo menos sete fuzis foram encontrados e recolhidos, até um calibre ponto 50, que consegue abrir até a estrutura de um carro blindado.

Repórter Vanessa Fernandes

Este slideshow necessita de JavaScript.

Clique aqui para ver a publicação completa