Foto: Cope

Uma grande quantidade de alimentos vencidos foi apreendida pela equipe do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). Todo o material foi recolhido durante uma operação em conjunto com a Vigilância Sanitária de Curitiba na sede de uma Organização Não Governamental que cuida de crianças carentes.

A polícia não divulgou o nome da entidade. Apenas que, entre todos os produtos encontrados no local, mais de 60% estava com a data de validade vencida.

O delegado Rodrigo Brown explica que a operação foi desencadeada na última terça-feira (27) após o recebimento de uma denúncia, repassada pela mãe de uma das crianças atendidas pela ONG. O caso foi apenas divulgado pela polícia nesta quarta (28).

As equipes de policiais e de técnicos da Vigilância Sanitária localizaram os alimentos vencidos no depósito de uma das sedes da ONG no bairro Cajuru, em Curitiba. O delegado Rodrigo Brown detalha o que foi encontrado na entidade.

Duas funcionárias da ONG foram levadas para prestar depoimento. A coordenadora da entidade não estava no local no momento da operação e se apresentou posteriormente. O delegado afirma que a responsável não apresentou explicações para os alimentos vencidos. Ela foi indiciada em dois crimes, de acordo com Brown.

A coordenadora da Vigilância Sanitária de Curitiba, Francielle Narloch, explica que a presença de produtos vencidos é uma ocorrência comum durante as inspeções em estabelecimentos. Ela destaca que isto não é novidade, mas preocupa ainda mais pelo fato dos alimentos terem sido distribuídos para crianças.

A Vigilância Sanitária emitiu autos de infração pa…

Click here to view full post