Com Jefferson Campos Silva *

O objetivo principal deste texto é explanar a necessidade efetiva do profissional da educação de tornar o processo de entendimento do aluno algo sucinto num sentido essencial e enraizado na definição de fixo ou permanente, pois os dois estão de forma indissociável ligados, levando em consideração e respeitando a realidade do aluno, suas experiências e o meio transformador sempre em constante mudança que vivemos.

A contemporaneidade das práticas metodológicas que são constantemente revisadas e reestruturadas positivamente exige do professor cada vez mais rebolado e criatividade para desenvolver seu papel de educador na sociedade.

A cada dia, os meios para desenvolver sua finalidade estão sendo expandidos, devido ao fato do desenvolvimento e o uso em sala de novas tecnologias ou adição de elementos pertinentes ao mundo em que está inserido o aluno.

Libâneo (1998, p.29) afirma que o educador não tem somente a função de depositar conhecimento; ele deve se envolver no universo dos educandos para poder pinçar temas que fazem parte dos seus saberes, para então situar novos assuntos no grupo de informações que já estavam preestabelecidas.

Ainda segundo Libâneo, há práticas pedagógicas nos jornais, nas rádios, na produção de material informativo como livros didáticos, guias de turismo, mapas, vídeos, revistas, jogos, brinquedos e nos museus e bibliotecas. Tudo isso faz parte das criações do mundo moderno, dos saberes de quem pretende ensinar e deve ser levado em conta, como uma base de partida para outros tópicos.

Ensinar não é apenas a prática de repetir, repassar ou revisar conteúdos — a forma como se dão essas três ações tem sempre que ser renovada por meio de criatividade com o uso de elementos novos e que inclinem o aluno a pensamentos críticos.

Cury (2003, p.127) afirma que:

A exposição interrogada gera a dúvida, a dúvida gera o estresse positivo e este estresse abre as janelas da inteligência. Assim formamos pensadores e não repetidores de informações.

Na própria LDB, mais precisamente no artigo 13 mencionado nos PCNs (Ensino Médio, p.42), o professor não tem apenas o papel de transmissor de informação.

Com um título “Da Organização da Educação Nacional”, as funções são:

  • I. Participar da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino;
  • II. Elaborar e cumprir plano de trabalho, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino;
  • III. Zelar pela aprendizagem dos alunos;
  • IV. estabelecer estratégias de recuperação dos alunos de menor rendimento;
  • V. Ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional;
  • VI. colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade.

Nota-se que é preciso elaborar uma proposta pedagógica, ter um objetivo e visualizar como formará o seu aluno.

Portanto, as afirmações de que o docente é a alma da escola e responsável pela difusão de pensamento crítico em seus discentes, no instante em que ele perpetua a associação de conteúdos e gera uma compreensão mais elaborada de assuntos básicos ou incita outros derivados, ele está imortalizando um instinto de pesquisa que perdurará.

Mesmo que ele não disponha de recursos, a criatividade e a vontade de mostrar a beleza e o poder da força das ideias para seus alunos se encarregará do que for preciso para que a metodologia tenha êxito.

Bibliografia

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, adeus professora: novas exigências educacionais e profissão docente. São Paulo: Cortez, 1998.

CURY, Augusto Jorge. Pais brilhantes, professores fascinantes. Rio de Janeiro: Sextante, 2003.

Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Brasília, 1999.

Zagury, Tânia
. Fala mestre. In: NOVA ESCOLA, nº 192, p.20-22, maio, 2006.

* Jefferson Campos Silva é aluno do 2º semestre do curso de Pedagogia da Faculdade Fecaf.

[Web]

…………………………

Leia também:

  • O papel da escola através dos séculos
  • A boa comunicação e a falta dela
  • O perfil do educador e as exigências do mercado contemporâneo
  • A publicidade tem que se conter diante das crianças

https://webinsider.com.br/2016/07/09/educacao-distancia-reforca-bases-do-conhecimento/embed/#?secret=8e2ByB3wNj

https://webinsider.com.br/2016/10/26/educacao-e-o-efeito-borboleta-transformador/embed/#?secret=Dq7xBHFi2s

The post O papel do professor no processo do ensino para a aprendizagem appeared first on Web.

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)39088448
WhatsApp:(41)99547-3615