Na fraude dos testadores, os criminosos não estão necessariamente interessados no produto adquirido. O objetivo, na verdade, é usar o sistema de pagamentos do e-commerce para descobrir se o cartão de crédito clonado, obtido ilegalmente, permanece ativo para ser utilizado em compras de maior valor.

Veja o infográfico aqui

O estudo foi conduzido pela Konduto, empresa que oferece uma solução antifraude inovadora para lojas virtuais, e visou desvendar o crime dos testadores de cartões de crédito clonados no e-commerce. O objetivo é alertar os lojistas e evitar que este tipo de golpe continue ameaçando a saúde financeira de estabelecimentos comerciais e até mesmo instituições de caridade.

“As transações feitas pelos testadores são sempre de baixo valor, pois não levantam tanta suspeita e não comprometem o limite da fatura. Infelizmente conhecemos muitos lojistas que sofrem com este tipo de golpe, até mesmo ONGs e instituições de caridade que recebem doações por cartão enfrentam este tipo de problema”, afirma Tom Canabarro, co-fundador da Konduto.

No modus operandi da fraude on-line, criminosos adquirem ilegalmente lotes com dados de milhares de cartões de crédito. Com isso em mãos, os fraudadores primeiro testam estas informações, descartando os cartões recusados e aproveitando somente aqueles aprovados, para só então realizarem compras de maior valor, de produtos e serviços com alto poder de revenda.

A Konduto desenvolveu uma tecnologia inovadora para analisar o risco de uma transação. Hoje em dia, a maioria dos antifraudes avalia dados cadastrais, gerencia regras condicionais ou estuda informações como a “identidade” dos dispositivos utilizados na compra. Diferentemente, o método da startup brasileira engloba todas estas informações e ainda adiciona uma nova camada – o estudo do comportamento de navegação do cliente no momento da compra.

A análise começa no instante em que o cliente entra no site de e-commerce ou app mobile, monitorando dados diversos, como tempo de permanência na página, produtos visualizados e digitação de dados, entre outros. Assim que o pedido é finalizado, o sistema cruza estas referências com as informações “tradicionais” utilizadas por todas as demais soluções antifraudes do mercado. Esses dados passam por um filtro de inteligência artificial, que calculará em menos de um segundo o risco daquela venda e emitirá uma recomendação – aprovar, negar ou revisar.

“A fraude é muito pouco debatida no cenário do comércio eletrônico, e acreditamos que o conhecimento pode ser uma importante aliada dos estabelecimentos no combate a este problema. Por isso preparamos este infográfico e detalhamos o passo a passo do criminoso. Queremos auxiliar os lojistas a se protegerem da fraude, ao mesmo tempo em que melhoram seus resultados financeiros”, finaliza Tom Canabarro.

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)3908-8448
WhatsApp:(41)99547-3615