Foto: Polícia Civil do Paraná

Quatro pessoas foram presas nesta segunda-feira (11) após uma operação dos policiais civis da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon) de Curitiba. Eles são acusados de participar de uma associação criminosa especializada na prática de violação aos direitos autorais via internet.

Segundo as investigações, os criminosos comercializavam – de forma ilegal – videoaulas e materiais de estudos para concursos públicos realizados em todo o país, sem autorização das instituições educacionais que eram detentoras dos conteúdos.

O delegado-titular da Delcon, Wallace Brito, disse que a Polícia Civil identificou cerca de R$ 7 milhões em lucro da associação criminosa em apenas uma transação de curso. Todos os integrantes da quadrilha são da mesma família.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-CAPITÃO-GANCHO-1.mp3

De acordo com o delegado, o grupo atuava sem a devida autorização das instituições educacionais que têm a propriedade exclusiva dos produtos. Os materiais de estudo eram vendidos na internet, pelo no site.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-CAPITÃO-GANCHO-2.mp3

As prisões aconteceram nos bairros Centro e Boa Vista. Wallace Brito ainda fala que as investigações continuam, até porque os valores adquiridos pela associação criminosa eram distribuídos para uma casa de jogos e uma clínica estética, o que resulta em lavagem de dinheiro.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/12/SONORA-CAPITÃO-GANCHO-3.mp3

Diversos equipamentos eletrônicos utilizados pelos suspeitos para a prática dos crimes, além de documentos, foram apreendidos. Um dos suspeitos foi preso por porte ilegal de arma e as três mulheres responderão por violação dos direitos autorais, lavagem de dinheiro, associação criminosa e violação de consumo. Uma pessoa segue foragida.

Repórter William Bittar

Este slideshow necessita de JavaScript.

Click here to view full post