Um estudo global da Deloitte prevê que mais de 300 milhões de smartphones – ou o equivalente a mais de 20% de todas as unidades vendidas mundialmente ao longo de 2017 – terão a capacidade de empreender o chamado machine learning, ou aprendizado de máquina. A partir dessa tecnologia, um dispositivo “aprende”, registra e implementa facilidades de navegação e utilização a partir da análise dos hábitos de seus usuários.

A 16ª edição do estudo global Previsões em Tecnologia, Mídia e Telecomunicações (TMT Predictions 2017) mostra como os dispositivos móveis serão capazes de executar tarefas a partir do aprendizado de máquina, mesmo sem conectividade, o que altera significativamente o modo como as pessoas interagem com a tecnologia em todos os níveis.

Além disso, ao longo do tempo, o machine learning de acordo com o uso não será limitada apenas aos smartphones. Esse tipo de recurso poderá ser encontrado em milhões de dispositivos, como drones, tablets, carros, aparelhos de realidade virtual ou aumentada, instrumentos médicos, dispositivos de internet das coisas (IoT – Internet of Things, em inglês) e novas tecnologias ainda inéditas.

“A aprendizagem de máquina é fascinante porque revolucionará o modo como nós realizamos tarefas simples, como a tradução de textos. Também surpreende porque implica em resultados relacionados a segurança e saúde, que podem melhorar a condição de vida das pessoas em todo o mundo,” afirma Paul Sallomi, líder global de TMT da Deloitte. “Por exemplo, a aprendizagem e a interpretação de dados em dispositivos móveis é um ponto determinante para melhorar respostas voltadas a evitar ou a reduzir os impactos de desastres, ajudar a salvar vidas em veículos autônomos e até combater a crescente onda de ataques cibernéticos.”

Outra importante inovação que tem o poder de transformar parte do mundo como conhecemos é a frenagem autônoma de veículos. A Deloitte prevê que em 2022, somente nos Estados Unidos, as mortes causadas por acidentes com veículos terão uma redução de 6.000 casos, um declínio de 16% em relação aos números estimados para 2017.

O fator com maior influência sobre essa redução será provavelmente a popularização das tecnologias de frenagem automática de emergência (AEB – automatic emergency bracking, em inglês). Espera-se que a AEB seja tão amplamente adotada, acessível e bem-sucedida em ajudar a salvar vidas que pode até mesmo estimular a desaceleração do movimento que busca produzir veículos 100% autônomos.

Confira outros resultados do estudo:

  • O pico dos tablets já foi atingido? – As vendas de tablets ficarão em menos de 165 milhões de unidades em 2017, uma queda de aproximadamente 10% em relação aos 182 milhões de aparelhos vendidos no ano passado, o que sugere que o pico de demanda por esses dispositivos já foi ultrapassado. Embora os números variem de acordo com cada país, em relação aos dispositivos preferidos pelos usuários para desenvolver várias atividades, há três equipamentos que ultrapassam em larga escala a procura por tablets: TVs, smartphones e computadores.
  • Indústria do vinil aproxima-se do US$ 1 bilhão – Agora em 2017, o levantamento da Deloitte indica que a indústria dos discos de vinil deve seguir em seu ressurgimento notável, aproximando-se da movimentação de US$ 1 bilhão no ano em receitas globalmente pela primeira vez neste milênio. Pelas projeções, o mercado do vinil deverá desfrutar de um sétimo ano consecutivo de crescimento de dois dígitos em 2017, o que representa 6% do total previsto para o mercado da música, estimado internacionalmente em cerca de US$ 15 bilhões para este ano. No entanto, é improvável que o segmento do vinil seja responsável pelo maior crescimento e faturamento do setor musical, sendo que o futuro do segmento seguirá centrado nas plataformas digitais.
  • O interior das edificações é a fronteira final para os sistemas de Navegação Digital – A partir de 2022, pelo menos um quarto dos equipamentos e sistemas de navegação digital de precisão devem incluir um segmento voltado à orientação em áreas fechadas (como o interior de edificações), ou ser totalmente dedicados aos deslocamentos “indoor”. Esse é um resultado cinco vezes maior que os menos de 5% desse tipo de utilização equivalentes agora em 2017. Para os dispositivos, a capacidade de localizar pessoas e objetos quando estiverem dentro de ambientes fechados será transformadora, beneficiando verticalmente a maioria dos setores, com impactos em governos, empresas e consumidores.

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)3908-8448
WhatsApp:(41)99547-3615