79% dos consumidores concordaram que o código de referência do produto deve ser o mesmo em qualquer ponto de contato, seja loja física seja virtual. Já 68% dos entrevistados valorizam o acesso às informações de rastreabilidade dos produtos tanto no mundo físico quanto no virtual. Os dados são do estudo Ecossistema Omnichannel: a visão de consumidores e empresas no Brasil”, conduzido pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, organização sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global.

Realizado em parceria com a H2R Pesquisas no segundo semestre deste ano em todo o país, o estudo tem como objetivo mapear as preferências de consumidores que acessam informações sobre produtos, empresas, indústria e marcas por meio de vários canais, seja no mundo físico seja no virtual.

E também compreender quais as ações as empresas estão desenvolvendo para atender as necessidades de seus clientes.

A necessidade de ter informações sobre produtos e aquilo que consome tem transformado o comportamento do consumidor nos últimos anos. Por consequência, a multiplicação de pontos de contato do varejo com o consumidor ampliou.

Ele tem a loja física, o site, as redes sociais, o representante de vendas e todos estes meios devem reconhecer o consumidor como único, independente de onde acesse a marca. Essa nova realidade gerou o conceito de “omnichannel”.

Ou seja, estamos nos preparando para a o próximo debate que será o maior entendimento sobre como a Internet das Coisas vai interferir no cotidiano das pessoas, as empresas de varejo já se comunicam com seu público por meio de vários canais simultaneamente. Trata-se de uma fusão dos mundos físico e virtual no relacionamento entre vendedor e comprador.

De acordo com Marina Pereira, gerente de Pesquisa & Desenvolvimento da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, “para o consumidor, o mundo já é omnichannel”. “Ele não separa mais uma informação do mundo físico do virtual. O ‘novo consumidor omnichannel’ é digital, conectado, multicanal, multimídia e altamente informado; e, portanto, apresenta um novo modelo de consumo baseado na ‘intimidade com vários ambientes simultaneamente.”

O estudo conclui que a decisão de compra agora é orientada por diversos meios como consulta à internet e canais como loja, catálogo, call center e aplicações móveis.

O novo comportamento do comprador obriga os canais de vendas a assumirem um atendimento consistente e muito mais integrado em todos os canais de comunicação de que dispõe.

O termo omnichannel significa omni, do latim “tudo”, channel – canais. Isto é, reconhecer o consumidor nos diversos canais que tem contato com a marca/empresa.

Identificação – As múltiplas formas de comunicação devem identificar os itens comerciais de forma padronizada para que um mesmo produto não receba nomes diferentes em meios diferentes. O Número Global do Item Comercial (GTIN), uma estrutura numérica específica para cada item, é a alternativa que a GS1 Brasil oferece.

É o GTIN que orienta a criação do código de barras estampado nas embalagens dos produtos e que tem identificação padronizada no mundo inteiro. “O código de barras facilita o controle de circulação de mercadorias em todas as etapas do processo da cadeia de abastecimento, seja no recebimento nos depósitos ou em qualquer outra fase que seja necessária à captura de dados”, explica Marina Pereira.

Vale lembrar que o princípio da rastreabilidade está no acesso ao caminho percorrido pelo produto desde sua produção até a sua chegada ao consumidor. Uma forma única de identificar os produtos é o princípio para um processo de rastreabilidade.

As empresas brasileiras estão começando a se preparar para atuar neste ambiente omnichannel. O Brasil está no processo de desenvolvimento, mas já tem algumas empresas mais avançadas neste sentido.

“Não é possível se tornar omnichannel do dia para noite. É um processo a ser construído etapa por etapa, até que atinja o estágio mais avançado”, afirma Marina Pereira. As empresas que mais investiram no comércio eletrônico no país, nos últimos anos, começam agora a integrar seus processos de comunicação e relacionamento com o consumidor para transformá-los integrados nas lojas físicas e online.

 

Quando um dos principais desejos dos consumidores é ter o produto certo, no local e prazo que o atendam, os padrões globais da GS1 podem tornar a experiência mais eficiente e trazer resultados mais precisos.

Na busca do omnichannel, as empresas estão caminhando e o mais importante é começar cedo, aprender fazendo e não esperar até o último momento. Ser pioneiro, neste momento, é um diferencial. Neste cenário, a GS1 está preparada para dar o suporte técnico necessário para que as empresas possam alavancar as suas ações em direção ao omnichannel.

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)3908-8448
WhatsApp:(41)99547-3615