Na contramão da queda registrada pelo varejo físico nacional, as vendas online subiram 3,8% no Natal de 2016; segundo dados coletados pela consultoria E-Bit entre os dias 15 de novembro e 24 de dezembro do mesmo ano. Franklin Bravos, CEO da Signitiva, plataforma especializada em modelo SaaS para Magento, diz que a forte recuperação do e-commerce no segundo semestre de 2016 é explicada, principalmente, por motivações políticas; e foi impulsionada pela expectativa do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “Os empresários perceberam que precisavam investir mais, tivemos uma Black Friday com crescimento histórico e o brasileiro já começou a antecipar as compras de Natal online”, diz.

Mas, após grandes picos de consumo como Black Friday e Natal, resta uma dúvida: como manter o ritmo de vendas e começar o ano de 2017 garantindo um bom faturamento? “As datas sazonais são excelentes para atrair e reter novos clientes”, frisa o presidente da Associação Brasileira do Comércio Eletrônico (ABComm), Mauricio Salvador. Ele ressalta ainda que os varejistas devem aproveitar os descontos e picos que essas datas específicas oferecem para  investir em ferramentas de relacionamento e segmentação – segundo Salvador, são poucas as empresas que utilizam essa estratégia, mesmo quando é comprovado que o custo de venda para um cliente existente é muito menor do que o custo de aquisição de um novo cliente.

O CEO da Signativa destaca a importância também de um bom planejamento logístico no processo de fidelização e atração de novos clientes no pós-Natal – por exemplo, as empresas de pequeno e médio porte que não dependem exclusivamente dos Correios para serviços de entrega podem investir tranquilamente em campanhas de divulgação, focando nesse diferencial.

Em geral, os produtos que garantem mais visibilidade no período do pós-Natal são aqueles não atrelados à presentes – Bravos lembra que um dos segmentos mais lucrativos para campanhas dessa época do ano é o de material escolar. “Os varejistas começam a trabalhar com as campanhas agora, porque na hora em que o ano começar, o material escolar vai ficar mais caro”. Outra dica para garantir um bom faturamento para a sua loja virtual  no começo do ano é investir em conteúdo adaptado para o mobile, já que muitos consumidores não vão estar em seus escritórios e o volume de acessos pelo aparelho celular aumenta consideravelmente.

Meio de pagamento deve ser escolhido com cautela

Para o varejista que pensa em aproveitar essa época para mudar o meio de pagamento, plataforma ou ERP; o presidente da ABComm, Mauricio Salvador, destaca que é fundamental observar a forma como o meio de pagamento integra com a plataforma (por meio de um checkout transparente, por exemplo). “Com relação ao ERP, deve-se observar se ele também pode ser integrado com a plataforma e em que nível de automatização de processos ele consegue chegar”, diz. “Há casos de ERPs que mudam toda a cultura corporativa e os processos da empresa, então, isso deve ser escolhido com muito cuidado – pense em algo que possibilite crescer”, finaliza.

Por Karina  Menezes

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)3908-8448
WhatsApp:(41)99547-3615