Nos últimos 12 meses, as empresas autorizadas e concessionárias da telefonia fixa apresentaram queda de 1,84 milhão de linhas de acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As autorizadas na telefonia fixa apresentaram queda de 1,10 milhão (-6,10%) em fevereiro de 2017 quando comparadas com fevereiro de 2016.

Nesse mesmo período, as concessionárias apresentaram um declínio de 739,14 mil linhas fixas (-2,93%). No entanto, na comparação fevereiro e  janeiro de 2017, as autorizadas apresentaram redução de  22, 38  linhas fixas e as concessionárias de menos 125,52 mil linhas.

A concessionária Oi apresentou queda de 761,38 linhas fixas (-5,13) nos últimos doze meses. As demais apresentaram aumento: Vivo (Telefônica), mais 5.168 linhas (+ 0,05%), Algar Telecom (CTBC Telecom) mais 10.232 (+ 1,41%), Sercomtel (Prefeitura de Londrina /Copel) aumento de 6.718 (+ 3,98%).

A Anatel destacou também a Claro (Telecom Américas), que apresentou aumento de 7,66% com a entrada de 124 novas linhas. Entre as autorizadas, a Algar apresentou crescimento de 11.438 novas linhas (+4,66%) de fevereiro de 2017 a fevereiro de 2016, seguida pela Sercomtel com 10.701 (+14,01%). Outros grupos apresentaram redução, TIM (Telecom Itália) menos 85.608 linhas fixas (-14,05%), Vivo menos 632.559 (-11,78%) e  a Claro apresentou queda de 437.022 linhas fixas (-3,81%).

Na comparação janeiro e fevereiro de 2017 , a concessionária Oi apresentou queda de 57.033 linhas fixas (-0,40%) e a Vivo menos 70.178 (-0,73%). Destaque para o crescimento da concessionária Algar, mais 1.690 linhas fixas (0,23%). No entanto, como autorizada a Algar apresentou redução de 4.166 linhas (-1,65%) e enquanto a Claro apresentou redução de 33.117 linhas (-0,30%) no modelo de autorização.

Em termos absolutos, São Paulo e Rio de Janeiro foram os estados que apresentaram maiores reduções nos números de linhas fixas.

Rede 4,5G

Com a implantação da tecnologia conhecida como 4,5G, o Brasil se alinha com o estado da arte da banda larga móvel a nível mundial. Isso está sendo possível com o início da instalação da rede 4,5G utilizando a faixa de 700 MHz, licitada em 2014 pela Anatel.

As quatro operadoras que venceram a licitação já começaram a instalação da tecnologia 4,5G, que opera na faixa dos 700 MHz, em vários municípios brasileiros – Brasília é uma das primeiras capitais a disponibilizar esse avanço aos consumidores.

A principal vantagem sentida pelo usuário será a velocidade da banda larga, pois o 4,5G permite a agregação de várias portadoras (canais). A faixa de 700 MHz, além de aumentar o total de frequências disponíveis, apresenta vantagens na propagação do sinal. Adicionalmente, a faixa de 700 MHz facilita o acesso em ambientes fechados, o que melhorará a experiência do usuário dentro de suas residências.

Para sentir todos esses avanços, o usuário deve utilizar um aparelho compatível com a tecnologia. Esses smartphones ou tablets dão suporte a velocidades de download de 300 Mbps ou mais e de upload de 50 Mbps ou superior. Isso permitirá navegar com mais velocidade, assistir vídeos de alta-definição e  dar suporte para novas aplicações.

A implantação das redes em 700 MHz é possível com o desligamento das televisões analógicas. As capitais que já tiveram o sinal analógico desligado foram Brasília e São Paulo, sendo Goiânia a próxima capital a ter o desligamento.

A ativação das redes móveis em 4,5G na região de São Paulo capital e Grande São Paulo será a próxima e poderá ocorrer até junho de 2018, desde que se comprove a viabilidade técnica ou tão logo isso ocorra. Idêntico procedimento será levado pelo País inteiro.

O estudo de novas faixas de frequências é uma atividade contínua na Anatel, a fim de dotar as telecomunicações brasileiras de tecnologias modernas, padronizadas internacionalmente, com produtos de grande de escala mundial, facilitando a evolução tecnológica, barateando os custos e ampliando o acesso da população brasileira.

Fonte: Anatel

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)3908-8448
WhatsApp:(41)99547-3615