Realizada pela  sétima vez no Brasil, a Black Friday mostrou que os varejistas finalmente entenderam a importância de se preparar e aplicar os descontos de forma verdadeira e que os consumidores também se preparam e pesquisaram o preço dos produtos com antecedência. “Com isso, todos ganham: o varejista, que tem a oportunidade de atrair novos clientes e fidelizar os atuais e, claro, o consumidor, que sente a economia no bolso”, afirma Alberto Guerra, pesquisador da FIA – Fundação Instituto de Administração.

Neste cenário, em 2016, o número de reclamações de consumidores registradas durante a Black Friday representou apenas 1/3 do registrado no ano anterior, segundo o site Reclame Aqui.

No varejo físico, os supermercados lotados foram o grande destaque dessa Black Friday. Com a crise econômica, a inflação e as altas taxas de desemprego, os consumidores não se importaram em esperar por horas nas filas dos caixas para comprar produtos considerados “utilitários”, como: cerveja, fralda, leite e produtos de limpeza, por exemplo.

Muitos varejistas que ficaram abertos durante a madrugada de quinta para sexta registraram aumento nas vendas.“A tática de oferecer número limitado de produtos e prazo é mais uma poderosa arma de influência e persuasão que o varejista pode usar para acelerar a decisão de compra do consumidor”, ressalta Alberto Guerra, pesquisador da FIA.

Para Alberto Alexandre Guerra, pesquisador da FIA, e Flávia Ghisi, professora da FIA, os consumidores aproveitaram muito bem as ofertas. Mesmo os produtos que são considerados “utilitários” e que não necessitam de apelo emocional para gerar o desejo de compra proporcionam uma experiência positiva para os compradores, quer seja pelo dinheiro poupado ou pela sensação de fazer uma compra inteligente, principalmente em tempos de crise, afirmam os especialistas.

Como nas edições anteriores, o  e-commerce também teve um bom desempenho nesta Black Friday e registrou um crescimento de 17% nas vendas, de acordo com o EBIT. Neste ano, os produtos mais comprados pela internet foram os celulares e os televisores.

Além disso, também chamou a atenção na Black Friday 2016 a ampla adesão de varejistas e prestadores de serviço de diferentes setores, principalmente os pequenos comerciantes. A lista de estreantes na Black Friday inclui cabeleireiros, revendas de pneus, lojas de bolos caseiros, escolas, restaurantes, açougue, postos de combustível, moteis, concessionária de carros, entre outros.

Sobre a FIA 

Eleita por três vezes como a melhor Escola de Negócios do Brasil, a FIA, um dos mais conceituados e respeitados centros educacionais do País, possui 35 anos de atuação no setor. Hoje mantenedora da Faculdade FIA de Administração e Negócios, credenciada junto ao MEC (Ministério da Educação), atua em três frentes: ensino, pesquisa e consultoria, capacitando-a para desenvolver estudos e prestar serviços nos mais variados campos de especialização da Administração. Todos os MBAs oferecidos pela instituição alcançaram credenciamento junto à The Association of MBAs (AMBA), sediada em Londres, que referencia importantes escolas de negócios pelo mundo.

Se você gostou da notícia compartilhe nos botões abaixo ou ao lado.

Fique atualizado, siga a gente no Instagram Facebook

Faça a análise SEO da sua empresa gratuitamente e em menos de 1 minuto. Análise Mercado Binário

Veja o texto original

Somos uma agência diferente, focada em vendas e automação.
http://criacaode.site
http://desenvolvimentode.site http://criacaositecuritiba.com

Até a próxima  🙂
Abraços Rodrigo Schvabe

Ou entre em contato conosco
Email: atendimento@mercadobinario.com.br


Endereço:
Mercado Binário

3ª andar – Av. João Gualberto, 1881 – Juveve,
Curitiba
Paraná
8003000

Telefones: (41)39088188
(41)35038475
(41)95473615