Especialista dá dicas para usar bem o 13º salário

Especialista dá dicas para usar bem o 13º salário

Foto: EBC

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) estima que o 13º salário vai movimentar R$ 11 bilhões na economia paranaense neste fim de 2017. A renda extra vai entrar no orçamento de 5,1 milhões de pessoas no Estado.

O dinheiro do 13º salário é usado basicamente de quatro formas: no pagamento de dívidas, na compra de presentes, despesas de férias e poupança para as contas de início de ano, como o IPTU e o IPVA.

Se depender do comércio, o curitibano deve aumentar a parcela investida em presentes. Uma pesquisa da Associação Comercial do Paraná (ACP), divulgada nesta segunda-feira (13), aponta que as vendas para o Natal devem crescer 4% em relação ao ano passado. O crescimento real deve ser de 1,5%, após ser descontada a inflação de 2,53%, registrada nos últimos 12 meses. Para o levantamento, foram ouvidos comerciantes e consumidores.

O curitibano pretende gastar R$ 85 por presente e está disposto a presentear até três pessoas, entre familiares e amigos. O gasto médio total deve chegar a R$ 255, contra os R$ 234 estimados para o Natal de 2016.

O economista Daniel Poit faz uma ressalva: comprar presente é para quem não está com contas em atraso. E também não vale se endividar com as lembrancinhas de Natal.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/11/SONORA-DICAS-13º-SALÁRIO-01-JC.mp3

A prioridade deve ser o pagamento das dívidas. Quitando totalmente ou uma boa parte, o consumidor consegue redução nos juros, segundo o economista.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/11/SONORA-DICAS-13º-SALÁRIO-02-JC.mp3

Para quem se planejou direitinho durante o ano, o 13º salário pode ser utilizado em lazer e compras de presente. Mas com muita cautela. Daniel Poit lembra que o início do ano está recheado de contas para pagar.

https://cbncuritiba.com/wp-content/uploads/2017/11/SONORA-DICAS-13º-SALÁRIO-03-JC.mp3

E como faz para realizar todos os desejos e ainda programar as contas com o dinheiro do 13º …

Click here to view full post

Semana Global do  Empreendedorismo: mais de 1.000 atividades espalhadas pelo Brasil

Semana Global do Empreendedorismo: mais de 1.000 atividades espalhadas pelo Brasil

De 13 a 19 de novembro, o mundo inteiro só vai falar sobre Empreendedorismo. E você é nosso convidado para participar do debate.

Olhe ao seu redor. O celular que está no seu bolso. A cadeira que você senta. O prédio onde você está. E até as roupas que você usa. As maiores invenções do mundo foram criadas por empreendedores. Homens e mulheres de todas as idades, épocas e partes do mundo, dispostos a imaginar o que parecia impossível — e torná-lo real.

O empreendedor é um ser revolucionário por natureza: alguém que, a despeito dos muitos percalços do caminho, cria diariamente o novo. Questiona as antigas formas de pensar, agir e fazer, e cria soluções inteligentes que mudam a vida das pessoas. Se há 17 anos, empreendedorismo não constava nem no dicionário português, hoje é ferramenta de transformação.

Essa revolução já começou! E esse é o nosso convite para você também fazer parte dela.

Conheça o movimento da SGE e participe das atividades que acontecem durante todo o mês de novembro.

O que é a Semana Global do Empreendedorismo?

A SGE é um movimento global presente em mais de 160 países que reúne as pessoas para falar do empreendedorismo como motor para o desenvolvimento econômico e social. Pouco se sabe sobre o futuro do nosso planeta, mas tudo indica que ele será moldado por aqueles que empreendem.

Entre os dias 13 e 19 de novembro, todas as pessoas que também acreditam nessa causa se conectam em eventos, workshops, atividades e debates para encontrar maneiras práticas e viáveis de transformar o Brasil por meio do empreendedorismo. Podem ser iniciativas isoladas ou grandes coletivos, cada um em um lugar diferente do país — das capitais ao interior — promovendo e engajando a comunidade local para construirmos cidades mais empreendedoras.

Como posso participar?

No site da Semana Global do Empreendedorismo, você vai encontrar o Calendário de Atividades do mês e pode filtrar por formato de evento, data …

Click here to view full post

Como melhoro meu relacionamento com os clientes? Prazer, Customer Success

Como melhoro meu relacionamento com os clientes? Prazer, Customer Success

Manter um bom relacionamento com o cliente é a chave para o sucesso do seu negócio. Mas, por quê? Uma pesquisa mostrou que custa sete vezes mais conquistar um novo cliente do que manter um cliente satisfeito em sua base. E por que investimos tanto em conquistar novos clientes então?

Muito se fala sobre a felicidade do freguês. Porém, pouco se pensa sobre ela – espero que você mude de opinião com esse texto. O cliente não fica feliz simplesmente por ser seu cliente, ele fica feliz ao ver que os objetivos da empresa dele estão sendo alcançados, e até superados. É aí que entra em cena o Customer Success. Mas antes de tudo, vamos explicar um pouquinho de como ele surgiu:

A era das assinaturas

No mundo de hoje, 80% da receita de um estabelecimento vem de clientes recorrentes. Por exemplo, o Netflix. É um serviço que funciona por assinaturas, ou seja, todo mês o cliente tem que pagar a quantia pré-definida para manter o serviço. Não compramos mais DVDs, usamos o Netflix. A tendência do mercado é oferecer o que antigamente eram produtos, no formato de serviço por assinatura. Nesse contexto, o bom relacionamento com o cliente ficou mais importante do que nunca.

A grande diferença entre o novo modelo e o antigo é seu fluxo de renda. Na era das assinaturas a renda vem aos poucos, mês a mês, por exemplo. Já no modo antigo, uma grande quantia era paga de uma vez só. Como um software: é muito raro alguém que pague uma quantia alta de uma vez só, e não uma assinatura mensal. Essa mudança está acontecendo por conta da quantidade de informações que chegam ao consumidor, que é muito alta, a concorrência é absurda e o custo de mudança é muito baixo. Mas não é só por isso que o mercado está mudando, acontece que é possível ganhar muito mais dinheiro pelo modelo de assinaturas.

Por isso é uma necessidade do mercado ter um cliente fiel. É preciso que o cliente fique meses, anos, precisando e querendo o seu serviço. E o único modo disso acontecer é fazendo ele ter sucesso.

Sucesso do …

Click here to view full post

Seu marketing digital é mais orientado para conseguir leads e vendas ou para conseguir likes e visitantes?

Gestão-ComercialGestão-Comercial

A maioria das estratégias digitais tradicionais geram ótimos resultados para alcance e visitantes, mas não dão aquela “força final” na hora de finalizar a venda ou atrair o cliente para um contato com a empresa.

Orientar seu marketing digital para vendas consiste em usar as estratégias digitais de forma mais eficiente, conduzindo seus clientes para um funil de vendas real.

Para ilustrar, vamos falar de estratégias de fluxo eficientes:   

Quando falamos de vendas, o fluxo orgânico de buscadores, ou seja aparecer em primeiro lugar de forma gratuita no Google, deve ser sua principal estratégia de marketing digital. 

O fluxo orgânico é o que mais converte e também por ser gratuito é o que gera o melhor retorno. Na construção da página de sua empresa a prioridade deve ser um bom posicionamento no Google, mas muitos empreendedores deixam isto de lado, resultando em paginas com erros amadores de otimização.

Para saber como anda o fluxo orgânico do seu site, use nossa ferramenta de análise para o Google.  Nela analisamos os principais erros da sua página em menos de 1 minuto.

Estes erros impedem que sua empresa esteja bem posicionada nos buscadores, fazendo que você tenha que usar outras ações para atrair clientes, ações de alto valor e que não geram o mesmo retorno.

Qual sua pontuação de SEO?

Faça o teste

Comentários

comentários

Click here to view full post

Dica para não sofrer com a alteração no Google Adwords que afeta pequenos e médios anunciantes.

Dica para não sofrer com a alteração no Google Adwords que afeta pequenos e médios anunciantes.

O Google alterou a página de busca para mostrar no máximo 4 anúncios em vez dos 11 que já era o padrão.

New-google-desktop-serpNew-google-desktop-serp

Esta alteração afeta diretamente os pequenos e médios anunciantes que não tem um grande orçamento para dar os maiores lances e acabavam entrando na primeira página, nas sobras dos grandes anunciantes. Além de, também forçarem uma inflação no custo por clique.

Mas nem tudo é trevas. Existem algumas variáveis e técnicas que ainda vão gerar resultados para pequenos e médios empreendedores. O que vai pedir uma maior busca por conhecimento.

Mas a maior dica que posso dar é a diversificação de fluxo. 

Sua estratégia digital não pode ter o Adwords  na busca como principal fluxo, pois existem outras formas em que o custo-benefício é melhor. Além de que, no marketing digital, não se aposta todas as fichas em uma única estratégia, isto é perder dinheiro.

O fluxo orgânico sempre será uma boa opção, pois apesar de também sofrer com a alteração,  com uma otimização bem feita a empresa conseguirá um lugar na primeira página.

Veja aqui como está a otimização da página da sua empresa. Será que você tem chance na primeira página do Google, ou sua página tem erros que estão impedindo suas vendas? Nossa ferramenta analisa sua página e gera o relatório em menos de 1 minuto.

Ferramenta de Análise de Página para o Google

Comentários

comentários

Click here to view full post