É natural que o planejamento inche e se torne mais complexo, quando a empresa cresce. Por isso, algumas ferramentas te ajudam a sintetizar a estratégia e olhar para o que mais importa. 

Planejar é um exercício para quem sonha grande. Você imagina aonde quer chegar e escolhe quais caminhos precisa pegar para alcançar seu objetivo. Mas planejar também significa desbravar sua própria trilha, andar em terrenos diferentes para descobrir novos destinos.

Na prática, o planejamento estratégico o ajuda a resolver três questões:

  • Diminui aquela sensação de que você mata um leão por dia e vive apagando incêndios;
  • Traz foco no que é preciso ser feito hoje para chegar aonde você deseja;
  • Coloca a pessoa certa na função certa.
  • No quarto artigo da série especial de Planejamento Estratégico para empresas de alto crescimento, Caio Bonatto, empreendedor da TECVERDE, conta como usa ferramentas diferentes para traçar a estratégia, comunicar ao time e deixá-la sempre à mão para ser revista e adaptada à realidade de crescimento que a empresa vive.

    Planejamento Estratégico começa com… a estratégia!

    Empreendedor: Caio BonattoEmpresa: TECVERDESetor: Construção Civil

    “O pior erro de uma scale-up (empresa em crescimento contínuo) é tentar engessar o planejamento para se adequar a um método. Na minha visão, quando a empresa cresce, parece com uma lagarta que nasce no casulo. A cada troca de casulo, vai crescendo até virar uma borboleta. Mas imagine você se planejando para a mesma casca de casulo todo ano? Desse jeito, nunca vai virar uma borboleta. É preciso adequar sua forma ao estágio de crescimento que está vivendo.

    É por isso que, nos últimos cinco anos, nós já experimentamos três modelos diferentes de planejamento e estamos a cada ano os aprimorando. O mais recente é inspirado no livro Scaling-Up, de Verne Harnish. Ao longo do livro, ele apresenta diversos templates e frameworks que te ajudam a conduzir o planejamento estrat…

    Click here to view full post